Dorzee Financeira
BJJ FEMININO

Campeã brasileira, Mari Parisi fala sobre o atual momento e planos para o futuro

Título mundial é a maior meta da faixa-azul

12/06/2019 09h31
Por: Abílio José dos Santos Silva
Fonte: Try Midia
Mari Parisi
Mari Parisi

Aos 30 anos, Mari Parisi vem colecionando títulos na arte suave. Nascida em São Paulo, mas radicada em Salvador, na Bahia, local onde cresceu e se apaixonou pela arte suave, a lutadora vem fazendo bonito pelas torneios por onde passa. Conciliando a carreira nos tatames, enquanto faz faculdade de Educação Física, Mari começou no Jiu-Jitsu para emagrecer, porém quando se deu conta já tinha feito da modalidade um estilo de vida:

— Iniciei no esporte no intuito de emagrecer então treinava muito pouco. Quando comecei a participar dos campeonatos estaduais, isso me motivou a dedicar mais aos treinos e foi tornando algo sério na minha vida.

Entre as maiores conquistas que Mariangela Parisi ostenta pela IBJJF, é possível destacar o tricampeonato do Open de Salvador, além do Open de Curitiba, em ambos os torneios a lutadora já venceu tanto com, quanto sem kimono. Campeão brasileira pela CBJJ em 2019, a lutadora afirmou não ter pressa sobre uma futura graduação para a faixa-roxa:

— Tenho apenas 6 meses de faixa azul. Estou aproveitando e curtindo muito essa nova fase da minha vida. Graças a Deus tenho tido excelentes resultados desde que fui graduada faixa-azul. Não tenho pressa para ser graduada, acho que tudo é no tempo certo. Do que adianta ser graduada rápido e não conseguir segurar a faixa depois?

Atleta da Checkmat, conceituada equipe de Jiu-Jitsu com filiais espalhadas pelo Brasil e o mundo, Mari é uma multicampeã no quesito estadual, já que venceu por diversas vezes o torneio de Salvador, organizado pela FBJJMMA. De olho em conquistas ainda maiores na carreira, Mari não pensou duas vezes ao responder sobre a principal meta como profissional, chegar ao topo do mundo:

— Meu maior sonho como profissional (acho que é o sonho de todo atleta) é ser campeã Mundial. Tenho muita fé que ainda vou chegar lá. Por ser nos Estados Unidos, nós atletas brasileiros temos a dificuldade com a viagem, tanto financeiramente quanto com o visto, mas vou me organizar direito para ano que vem não ficar de fora do campeonato.

Ativa no maior números de torneios de pode disputar, Mari tem como próximas metas o Abu Dhabi Pro Jiu-Jitsu de Salvador, que acontece no dia 14 de julho, e o campeonato estadual, marcado para o dia 16 de junho, também na capital baiana.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.