Quinta, 09 de Julho de 2020 11:19
71 30110606
Cultura “Cidade Luz"

Leda Risse - Artista plástica brilha em exposição na “Cidade Luz"

A artista revela que sua inspiração vem das adversidades da vida. A poluição dos mares, a violência do ser humano, a maldade oculta das pessoas, a luta pela sobrevivência, a fome que passou ainda criança, a alegria, a esperança de ser feliz, a energia que concentra a cada pincelada que dá e o desejo por um mundo melhor, são elementos que lhe servem e ajudam nas escolhas das cores para dar vida às suas telas.

14/02/2020 23h12
Por: Redação Fonte: Assessoria de Comunicação.
Reprodução / Imprensa.
Reprodução / Imprensa.

De origem nordestina, Leda Risse, brilhou em exposição em Paris, conseguindo a medalha de prata por seus trabalhos pincelados em suas telas. A artista plástica expôs suas telas no “France Asia Cultures – le point des arts”. Brasileira de nascimento, mas vivendo há 20 anos na Suíça, Edileusa Batista de Andrade, seu nome de batismo, após seu casamento passou a se chamar Edileusa Batista Risse, que logo se tornou Leda Risse. Veja seus trabalhos em: ledarisse.com \  [email protected]

Com esta exposição, a artista se consagra como uma figura em constante estado de transformação e muito antenada ao seu tempo. A badalada exposição contou com a participação de celebridades francesas, como o apresentador de televisão Magloire Delcros-Varaud e André Fernandez.

Leda, que a cada exposição solidifica o seu nome, nas artes plásticas, fez vários contatos e já tem convites para expor em Bruxelas e Estados Unidos. De origem pobre, esta brasileira que ganhou o mundo com sua arte é uma mulher realizada. Casada com Thierry Risse, e mãe de três filhos, revela que o seu talento como artista plástica começou bem cedo. Aos 10 anos de idade, começou a pintar desenhos abstratos, característica que carrega até os dias atuais.

A artista revela que sua inspiração vem das adversidades da vida. A poluição dos mares, a violência do ser humano, a maldade oculta das pessoas, a luta pela sobrevivência, a fome que passou ainda criança, a alegria, a esperança de ser feliz, a energia que concentra a cada pincelada que dá e o desejo por um mundo melhor, são elementos que lhe servem e ajudam nas escolhas das cores para dar vida às suas telas.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.