Domingo, 21 de Julho de 2024
22°

Parcialmente nublado

Salvador, BA

Agricultura #Viva Salvador:

Primeira Horta Comercial de Salvador é instalada em Cassange

Com uma área total de 1,8 mil m², o equipamento irá produzir diversos itens, com uma expectativa de produção de mais de três mil hortaliças. Dentre elas estão alfaces, cebolinhas, rúculas, tomates, couves, coentros, salsas, manjericões, pimentas, pimentões, hortelã grossos, hortelã miúdos, arrudas, erva doce, orégano, tomilho, alecrim e manjerona.

08/07/2024 às 05h56
Por: Miquel Souzza Fonte: Assessoria de Comunicação.
Compartilhe:
Reprodução / Imprensa.
Reprodução / Imprensa.
A Prefeitura, através da Secretaria de Sustentabilidade, Resiliência, Bem-estar e Proteção Animal (Secis), instalou nesta sexta-feira (5) a primeira Horta Comercial Agroecológica de Salvador. A estrutura está situada no Terreiro Ilê Axé Ewá Omin Nirê, na Estrada do Raposo, 237, em Cassange.
 
Com uma área total de 1,8 mil m², o equipamento irá produzir diversos itens, com uma expectativa de produção de mais de três mil hortaliças. Dentre elas estão alfaces, cebolinhas, rúculas, tomates, couves, coentros, salsas, manjericões, pimentas, pimentões, hortelã grossos, hortelã miúdos, arrudas, erva doce, orégano, tomilho, alecrim e manjerona.
 
Inicialmente a horta, que será destinada a produção comercial, irá beneficiar 10 famílias, com uma estimativa de renda de cerca de R$1,2 mil por família. Somente esses empreendedores estão habilitados a regar e intervir nas mudas das leiras, respeitando os horários de regas, manejos e colheitas, mantendo padrões rigorosos de higiene durante o cultivo, colheita e manuseio.
 
De acordo com o titular da Secis, Ivan Euler, a horta traz diversos pontos positivos para o entorno. “Além da questão econômica, possibilitando uma renda para essas famílias, produzimos esses itens na cidade para serem consumidos na própria cidade, diminuindo emissões de gases com transporte. Além disso, são produtos livres de agrotóxicos, promovendo o bem-estar dos consumidores. A agricultura urbana é uma aliada ao combate às mudanças climáticas, aumentando o verde de nossa cidade e produzindo um alimento saudável para nossos moradores. Essa iniciativa também está em conformidade com Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, da ONU, como erradicação da pobreza e fome zero e agricultura sustentável”, garante.
 
A ialorixá do Terreiro Ilê Axé Ewá Omin Nirê, Mãe Diana de Oxum, destaca a importância da horta para a comunidade local. "Essa horta veio fortalecer o nosso povo, a nossa comunidade, e em especial é uma horta dentro de um terreiro de candomblé. É uma parceria de muito, muito agrado" afirma.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.