Domingo, 21 de Julho de 2024
22°

Parcialmente nublado

Salvador, BA

Cultura #Viva Salvador:

Espetáculo do Balé Folclórico abre festejos do 2 de Julho em Salvador no sábado (29)

Apresentações culturais – Além do espetáculo “Ao pé do caboclo”, outras atrações culturais também vão fazer parte da programação em celebração à Independência do Brasil na Bahia. Na segunda-feira (1º), às 17h, o Cortejo Afro vai se apresentar no Largo de Pirajá.

28/06/2024 às 10h02
Por: Miquel Souzza Fonte: Assessoria de Comunicação.
Compartilhe:
Reprodução / Imprensa. - Jefferson Peixoto/Secom PMS
Reprodução / Imprensa. - Jefferson Peixoto/Secom PMS
O espetáculo “Aos Pés do Caboclo”, do Balé Folclórico da Bahia, abre a programação dos festejos do 2 de Julho deste ano em Salvador. A apresentação, inspirada na obra da coreógrafa Lia Robatto, será realizada no sábado (29), às 19h, com reprise no domingo (30), no mesmo horário, na Praça do Campo Grande.
 
O fundador e diretor-geral da companhia, Vavá Botelho, contou que a ideia surgiu através do presidente da Fundação Gregório de Mattos (FGM), Fernando Guerreiro, que o convidou para montar um espetáculo comemorativo à data. “Aí ele veio com uma segunda proposta, de fazer alusão ao espetáculo criado por Lia Robatto nos anos 1970, chamado ‘Ao Pé do Caboclo’. Tive a sorte de assistir e era um espetáculo de dança contemporânea, com engajamento relativo à época que se vivia naquele momento”, disse.
 
De acordo com o diretor, o espetáculo começava no Teatro Castro Alves e finalizava no monumento na Praça do Campo Grande, passeando entre as pessoas, que interagiam livremente como parte do espetáculo. “E quando Guerreiro me passou a ideia, eu achei maravilhoso. “Teremos 110 artistas no palco e 20 pessoas na orquestra, com coletivos indígenas de diversos lugares do Brasil, povos originários como convidados, para fazer um grande espetáculo”, declarou Botelho.
 
Ele ainda revelou que Lia Robatto foi uma das pessoas que mais o inspiraram na carreira. “Pude não só assistir aos espetáculos dela, mas trabalhar com ela. Não vamos reproduzir o que foi feito nos anos 1970, porque é outra proposta, mas vamos homenagear Lia apresentando no mesmo lugar, aos pés do caboclo”, finalizou.
 
Homenagem – A coreógrafa Lia Robatto não escondeu a alegria ao saber da homenagem. “Eu fiquei super feliz, tanto que, por coincidência, a gente está indo para um festival em Cuba no dia seguinte ao espetáculo, e me convidaram para fazer uma palestra sobre o ‘Ao Pé do Caboclo’, que eu fiz há quase 50 anos e que Vavá agora traz uma nova versão, à maneira dele. O 2 de Julho me inspirou a fazer o espetáculo por refletir a mestiçagem da Bahia, tanto étnica quanto cultural. Quero agradecer a Fernando Guerreiro, que sempre falou desse meu espetáculo, que foi impulsionador para ele quando adolescente, e foi quando ele decidiu fazer teatro”, disse.
 
O presidente da FGM lembrou que, desde 2023, a fundação implementou no 2 de Julho a exibição de apresentações de dança e teatro – a primeira empreitada foi considerada um sucesso, com o Bando de Teatro Olodum. Ele relatou que, no caso de ‘Ao Pé do Caboclo’, a peça faz parte de uma trilogia de Lia Robatto, que fazia espetáculos em locais inusitados – este, especificamente, foi apresentado em novembro de 1977, mesma época em que o próprio Guerreiro começou o primeiro curso de teatro.
 
“É uma homenagem em vida e também uma possibilidade de incentivar esses espetáculos na rua. Eu gosto dessa ideia de não acontecer em um palco, mas literalmente ao pé do monumento, sobre um tablado. Haverá povos indígenas, grupos folclóricos, banda da Marinha, será uma grande performance ao ar livre, com sonorização, iluminação especial de Irma Vidal e cadeiras para as pessoas assistirem sentadas”, arrematou o gestor.
 
Apresentações culturais – Além do espetáculo “Ao pé do caboclo”, outras atrações culturais também vão fazer parte da programação em celebração à Independência do Brasil na Bahia. Na segunda-feira (1º), às 17h, o Cortejo Afro vai se apresentar no Largo de Pirajá.
 
Na terça-feira (2), das 9h às 12h, ocorre uma apresentação performática de teatro do grupo Dois do Sete, no Pelourinho. Às 14h, a Avenida Sete de Setembro, no trecho entre a Praça Castro Alves e o Campo Grande, será palco do 2º Festival de Fanfarras e Balizas. Em seguida, das 17h30 às 21h30, será realizado o Encontro de Filarmônicas com o maestro Fred Dantas e participação da Banda de Música da Guarda Municipal, Filarmônica Ambiental de Camaçari, Filarmônica Ribeirinhos do Vale do São Francisco (Xique-Xique), Filarmônica Lyra Ceciliana (Cachoeira), Filarmônica Guerreiros do Sol (Dias D’Ávila) e Oficina de Frevos e Dobrados.
 
Na quarta-feira (3), às 17h, no Campo Grande, o público poderá conferir a apresentação do Coral da Cidade do Salvador, o show do cantor Gerônimo e Banda Mont Serrat, em homenagem ao 2 de Julho, e o Baile da Independência com a Orquestra do Maestro Fred Dantas e convidados.
 
Na próxima quinta-feira (4), às 19, será a vez do show especial com a cantora Mariene de Castro, também no Campo Grande. Por fim, na sexta-feira (5), às 18h, ocorre a tradicional Volta da Cabocla, com o retorno dos carros emblemáticos partindo do Campo Grande e sendo recebidos com o Samba de Caboclo, às 20h, no Largo da Lapinha. De 12 a 14 de julho, ocorre ainda a Festa de Labatut, no fim de linha de Pirajá.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.