Quinta, 25 de Julho de 2024
24°

Tempo nublado

Salvador, BA

Educação #Viva Salvador:

Projeto leva arte de rua para escolas públicas de Salvador

As apresentações são do Coletivo SOMA (música), Coletivo Arte Marginal Salvador (performance), Grupo de Arte Popular A Pombagem (teatro), Coletivo Pixo Rua (arte urbana), Click Coletivo (fotografia) e Coletivo da Casa do Museu Popular da Bahia (museu). Todas elas serão seguidas de roda de conversa com os estudantes.

17/06/2024 às 10h14
Por: Miquel Souzza Fonte: Assessoria de Comunicação.
Compartilhe:
Reprodução / Imprensa. - Lucas Moura/Secom PMS
Reprodução / Imprensa. - Lucas Moura/Secom PMS
A partir desta quarta-feira (12), escolas públicas da capital baiana vão receber o projeto “Arte de Rua nas Escolas”, capitaneado pelo Coletivo Arte Marginal Salvador e mais cinco grupos parceiros.
 
A iniciativa foi contemplada pelo edital Gregórios - Ano III, com recursos financeiros da Fundação Gregório de Mattos (FGM), Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), Prefeitura de Salvador e da Lei Paulo Gustavo, Ministério da Cultura, Governo Federal.
 
Os estudantes vão ter a oportunidade de conferir as apresentações de música, performance, grafite, fotografia e teatro de rua, que visam estimular a criatividade, o pensamento crítico e o senso de pertencimento. O projeto foi dividido em duas etapas, sendo que, na primeira, que acontece até dia 14 de agosto, os coletivos visitam seis escolas públicas com suas produções artísticas.
 
As apresentações são do Coletivo SOMA (música), Coletivo Arte Marginal Salvador (performance), Grupo de Arte Popular A Pombagem (teatro), Coletivo Pixo Rua (arte urbana), Click Coletivo (fotografia) e Coletivo da Casa do Museu Popular da Bahia (museu). Todas elas serão seguidas de roda de conversa com os estudantes.
 
Já na segunda etapa, os estudantes são convidados a participarem da programação na Casa do Museu Popular da Bahia, localizada no bairro Fazenda Grande do Retiro. Na ocasião, entre os meses de agosto a novembro, os seis coletivos irão produzir uma exposição colaborativa intitulada “O Museu é a Rua”. Todas as linguagens artísticas apresentadas nas escolas também estarão presentes nessa exposição, com o objetivo de incentivar a formação artística e combater os estigmas sociais ligados à arte de rua.
 
De acordo com a arte-educadora e proponente do projeto, Luana Gomes, a intenção é, através das ações artísticas nos espaços educativos, proporcionar aos jovens novas perspectivas sobre o mundo ao seu redor. “Queremos com o projeto ‘Arte de Rua nas Escolas’, transformar o cenário cultural das escolas locais e aproximar os jovens estudantes da cultura de rua e da diversidade artística que caracteriza a capital baiana”, declara.
 
Programação da primeira etapa do Arte de Rua nas Escolas:
 
- Dia 12/6, às 14h - Coletivo SOMA (música) visita o Colégio Estadual Professor Rômulo Almeida (Imbuí);
 
- Dia 19/6, às 14h - Coletivo Arte Marginal Salvador (performance) visita o Colégio Estadual de Aplicação Anísio Teixeira (São Marcos);
 
- Dia 3/7, às 14h - Grupo de Arte Popular A Pombagem (teatro) visita o Colégio Estadual Santa Rita de Cássia (Águas Claras);
 
- Dia 17/7, às 14h - Coletivo Pixo Rua (arte urbana) visita o Colégio Estadual Nelson Mandela (Periperi);
 
- Dia 31/7, às 14h - Click Coletivo (fotografia) visita o Colégio Estadual Cesare Casalli (Pirajá);
 
- Dia 14/7, às 14h - Coletivo da Casa do Museu Popular da Bahia (museu) visita o Colégio Estadual Dom Avelar (Fazenda Grande do Retiro).
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.