Quinta, 25 de Julho de 2024
24°

Tempo nublado

Salvador, BA

São João #Viva Salvador:

Prefeitura fiscaliza e orienta venda de produtos típicos da ceia junina em feiras e mercados municipais

O milho cozido precisa estar a uma temperatura de 60° a 70°C. Caso não seja preparado/armazenado de forma adequada, favorece a multiplicação da bactéria Bacillus cereus, que pode provocar diarreias e cólicas abdominais.

16/06/2024 às 20h51
Por: Miquel Souzza Fonte: Assessoria de Comunicação.
Compartilhe:
Reprodução / Imprensa. - Bruno Concha/Secom PMS
Reprodução / Imprensa. - Bruno Concha/Secom PMS
Comidas à base de milho e amendoim são tradição nesta época do ano, quando são celebrados os dias de Santo Antônio, São João e São Pedro. Pensando na qualidade dos alimentos comercializados nas feiras livres em Salvador, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), através da Vigilância Sanitária (Visa), já iniciou as ações educativas e de fiscalização em toda cidade.
 
Equipes do órgão estão atentas às condições de higiene dos locais de venda, além da apresentação dos vendedores, que devem usar uniforme limpo, sapato fechado e cabelos protegidos, dentre outros. A Visa salienta que as comidas dessa época são altamente perecíveis e precisam ser armazenadas de forma correta e por um curto período de tempo.
 
“As inspeções têm o caráter educativo, com objetivo principal de orientar os vendedores em relação às normas sanitárias, para garantir que o alimento seja comercializado de forma segura, sem trazer prejuízos ao consumidor. É importante que o vendedor entenda a importância de estar produzindo ou comercializando um alimento que não vá causar danos à saúde de quem consome”, pontua a diretora de Vigilância à Saúde da SMS, Andrea Salvador.
 
Cartilha educativa – Durante as visitas às feiras, fiscais da Vigilância Sanitária também orientam os consumidores sobre os cuidados na hora de consumir esses alimentos. “O milho e o amendoim são protagonistas nessa época, então os cuidados devem ser redobrados. Para compra dos produtos crus, o consumidor pode observar se os locais estão limpos e bem arejados e se os alimentos estão íntegros. Alterações como presença de bolor ou mofo ou cheiro que não sejam característicos dos produtos indicam que não estão em bom estado para consumo”, explica a chefe do Setor de Vigilância, Monitoramento e Educação em Alimentos, Emanuela Brito.
 
O milho cozido precisa estar a uma temperatura de 60° a 70°C. Caso não seja preparado/armazenado de forma adequada, favorece a multiplicação da bactéria Bacillus cereus, que pode provocar diarreias e cólicas abdominais.
 
Os bolos feitos com cobertura à base de ovos e calda de chocolate devem ser consumidos, preferencialmente, num prazo de 24 horas, visto que eles se deterioram com muita facilidade. O amendoim conservado de forma inadequada pode representar perigo, já que pode conter aflatoxina, uma substância tóxica produzida por fungos que crescem no produto quando não foi bem seco e escolhido ou foi armazenado em local úmido.
 
A Visa disponibilizou Cartilha Educativa com orientações para compra e consumo seguro dos alimentos típicos desta época do ano, que pode ser acessada através do link: http://www.saude.salvador.ba.gov.br/vigilancia-sanitaria/informacoes-2/#1683634120720-73798fb4-15f0
 
Confira as próximas ações:
 
Distrito Sanitário Subúrbio Ferroviário:
18/6, às 9h, nos mercados de Paripe e Periperi.
 
Distrito Sanitário Barra:
19/6, às 8h30, no Mercado do Rio Vermelho.
 
Distrito Sanitário Itapagipe:
20/6, às 8h30, na Feirinha do Jardim Cruzeiro/Feira do Curtume.
 
Distrito Itapuã:
20/6, às 8h30, nos Mercados Populares da região.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.