Sexta, 21 de Junho de 2024
26°

Tempo limpo

Salvador, BA

Novidades Novidades:

Mercury lança o EP “Together We Are One, You And I”

Uma viagem experimental de luto, dor e perda, “Together We Are One, You And I” estreia oficialmente hoje via Big Loud Rock.

10/06/2024 às 21h44
Por: Miquel Souzza Fonte: Assessoria de Comunicação.
Compartilhe:
Reprodução / Imprensa.
Reprodução / Imprensa.

 Mercury – sediado em Franklin, Tennessee, e arquitetado por Maddie Kerr – lançou “Together We Are One, You And I”. Gravado em Asheville, NC, com o produtor Alex Farrar (Wednesday, Snail Mail, Indigo de Souza), o novo EP de três faixas estreia hoje ao lado de um ambicioso curta-metragem dirigido por Harrison Shook.

As três novas músicas, intituladas “Born in Early May”, “Special”, e “Crick”, flutuam entre o grunge pesado e o indie rock iridescente enquanto vagueiam pelas profundezas do sofrimento humano e emergem resilientes. Vazios infinitos, iconografia espiritual e o brilho escarlate de brasas e chamas definem o companheiro visual para a música, seguindo Kerr e um elenco de personagens de diferentes caminhos da vida por meio de vinhetas narrativas, dança contemporânea e abstrações poéticas.

Uma viagem experimental de luto, dor e perda, “Together We Are One, You And I” estreia oficialmente hoje via Big Loud Rock. 

Para mercury, compor músicas é uma forma de sobrevivência, um meio de encontrar clareza em um mundo muitas vezes cruel. É tudo o que Kerr conhece desde o dia em que nasceu, há 22 anos, enquanto "Fade Into You" do Mazzy Star tocava alto.

"Together We Are One, You And I" nasceu de outro tipo de lugar; um período de dificuldades pessoais único e difícil. "Foi a primeira vez em um bom tempo que me permiti colocar minhas emoções em palavras e dizer a mim mesma que está tudo bem, que posso estar machucada", diz Kerr sobre "Born in Early May", a faixa de abertura contundente que serviu como um avanço para ela, o início de romper um bloqueio emocional.

A segunda música das três, "Special", começa com uma cena de rendição: "Tirei minhas roupas/A cor saiu do meu rosto/Baixei meu corpo na água." A natureza e o esplendor elemental são motivos recorrentes para Kerr, ressoando profundamente ao longo da essência das músicas anteriores de mercury, "Woolgathering" e "Trying." Em "Special" Kerr mais uma vez encontra consolo nas profundezas subaquáticas. "Quando penso em estar em um lugar escuro mentalmente, parece que estou suspenso na parte mais profunda do oceano sem nada ao meu redor." Neste purgatório pacífico, longe de outras pessoas, Kerr cuida de suas feridas e admite um desejo humano universal em meio a uma ambientação esparsa: "Quero ser algo para você/Também quero ser especial."

Se "Born in Early May" olha para fora, "Crick" direciona seu olhar para dentro para o final de "Together We Are One, You And I." "Quando estava escrevendo 'Crick', estava com raiva de mim mesma por não conseguir dizer o que queria em momentos em que realmente precisava", diz Kerr. "Estava com raiva de outras pessoas por não me darem a oportunidade de falar, mas parte disso era porque esperei tempo demais para reunir minhas próprias palavras." Montada com torres de guitarras, a música avança em direção a uma conclusão tremendamente frenética do projeto: um lembrete de que o barulho pode transmitir um caos interno além das palavras.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.