Quinta, 25 de Julho de 2024
24°

Tempo nublado

Salvador, BA

Cidades #Viva Salvador:

Estudantes participam de ação pelo Dia Mundial do Meio Ambiente no Parque das Dunas

Projeto – Existente há 31 anos, o Parque das Dunas realiza um projeto de educação ambiental chamado “Conhecer para Conservar" através de trilhas interpretativas, guiadas por biólogos e especialistas que abordam temas como ecossistemas locais, sustentabilidade, conservação, fauna e flora. Sempre recebe visitas de estudantes e pesquisadores, que podem viver ao vivo a importância da área para a cidade.

21/05/2024 às 00h17
Por: Miquel Souzza Fonte: Assessoria de Comunicação.
Compartilhe:
Reprodução / Imprensa. - Lucas Moura/Secom PMS
Reprodução / Imprensa. - Lucas Moura/Secom PMS
A Secretaria de Sustentabilidade, Resiliência, Bem-Estar e Proteção Animal (Secis) realizou, nesta segunda-feira (20), uma atividade no Parque das Dunas de Salvador, em homenagem ao Dia Mundial do Meio Ambiente (World Environment Day), celebrado no próximo dia 5 de junho. Com a participação de 30 estudantes com idades de 7 a 10 anos do projeto social Hora da Criança, a mobilização, realizada em parceria com o Pacto Global de Prefeitos para o Clima e Energia na América Latina (GCoM), através do Escritório Internacional, tem o intuito de promover a ação climática a nível local e global.
"Nossa primeira meta é fazer com que essas crianças conheçam e entendam o funcionamento deste parque urbano, o maior parque de dunas do Brasil. Dessa forma, elas aprendem a importância da preservação deste espaço público, em meio às comemorações do Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrando ainda a parceria entre a Prefeitura de Salvador e o Pacto Global de Prefeitos para fomentar ainda mais as ações desenvolvidas na esfera ambiental", explica o titular da Secis, Ivan Euler.
O criador e gestor do Parque das Dunas de Salvador, Jorge Santana, ressalta que este é o maior parque urbano de dunas do Brasil, composto também por lagoas e restinga e com 690 hectares de extensão. "Essas dunas começavam em Amaralina, correndo 23 km para dentro da cidade, até aqui a Praia do Flamengo, seguindo até a divisa da Bahia com Sergipe”, conta.
Santana ressalta ainda que quem se dedica a conhecer as trilhas interpretativas no local descobre um monte de vida, fauna e flora, que têm uma importância enorme para cidade de Salvador. Ele explica, por exemplo, que a vegetação funciona como filtro de salinidade, evitando a entrada de sal nos eletrodomésticos, nos carros e nas construções, além de captar o calor do sol, fazendo com que 92% de Salvador se beneficie com essa retenção. Além disso, as dunas são esponjas naturais que impedem a cidade de alagamentos intensos, devido à absorção das chuvas litorâneas torrenciais.
Morador do bairro de Brotas, o estudante Daniel Mamona, de 9 anos, se encantou com as novas descobertas e o aprendizado no parque. "Aprendi muita coisa sobre a natureza e a preservação do meio ambiente e das dunas. Acho muito importante descobrir que muitas dessas plantas daqui estão sendo estudadas por cientistas e que poderão ser muito úteis para nós. Além disso, aprendemos a conservar a água, preservar para o futuro, reciclar lixo, não sujar as ruas, para conservar mares, rios e lagos, o que é muito importante para nossa vida e nossa saúde", elenca.
Projeto  Existente há 31 anos, o Parque das Dunas realiza um projeto de educação ambiental chamado “Conhecer para Conservar" através de trilhas interpretativas, guiadas por biólogos e especialistas que abordam temas como ecossistemas locais, sustentabilidade, conservação, fauna e flora. Sempre recebe visitas de estudantes e pesquisadores, que podem viver ao vivo a importância da área para a cidade.
“O ser humano só conserva aquilo que conhece, e as ações conjuntas com a Prefeitura nos permite apresentar esse trabalho de três décadas, através dessas trilhas interpretativas, onde as crianças podem viver a realidade do parque. Quando entendemos que somos parte da terra e que precisamos deixar isso para o próximo, isso explica a existência e a necessidade deste parque e de seu caráter interpretativo", finaliza Santana.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.