Quinta, 25 de Julho de 2024
24°

Tempo nublado

Salvador, BA

Assistência Social Maio Laranja:

Ação forma profissionais para combater violências contra crianças e adolescentes

Na capacitação, foram debatidos assuntos como estabelecer com o público infantojuvenil diálogos de respeito, diferenças entre abuso e exploração sexual, além de formas de combate. Este ano, de acordo com informações apresentadas pela SPMJ, já foram registrados 53 casos de violência sexual com crianças e adolescentes na capital baiana.

09/05/2024 às 21h18
Por: Miquel Souzza Fonte: Assessoria de Comunicação.
Compartilhe:
Reprodução / Imprensa. - Jefferson Peixoto/Secom PMS
Reprodução / Imprensa. - Jefferson Peixoto/Secom PMS
Os profissionais que atuam na Secretaria Municipal de Reparação (Semur) participaram nesta quinta-feira (9), na sede da pasta, no Centro, de uma capacitação sobre como ajudar a combater o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes. A ação foi realizada pela Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ) como parte da programação da campanha Maio Laranja, que visa alertar sobre a temática.
Esta é a terceira formação que os profissionais recebem sobre a temática. A titular da Semur, Ivete Sacramento, falou sobre a necessidade de prestarmos atenção às violências sofridas pelas crianças e agradeceu pela orientação dos profissionais.
“Às vezes a gente acha que a questão tá distante, mas não está. Precisamos aprimorar o olhar para identificar. Para além da comunidade, todos nós temos filhos e parentes e precisamos estar vigilantes contra estes abusos, além de saber como agir e o que fazer. É um assunto cruel e inimaginável, mas que acontece com frequência”, finalizou.
Na capacitação, foram debatidos assuntos como estabelecer com o público infantojuvenil diálogos de respeito, diferenças entre abuso e exploração sexual, além de formas de combate. Este ano, de acordo com informações apresentadas pela SPMJ, já foram registrados 53 casos de violência sexual com crianças e adolescentes na capital baiana.
A coordenadora de Políticas Públicas para Infância, Adolescência e Juventude da SPMJ, Dinsjani Pereira, foi responsável por provocar reflexões ao público. “O ambiente onde as crianças sofrem violência muitas vezes é onde deveriam ser protegidas. Na lei municipal sancionada em 2023, além de oficializar o Maio Laranja, tornou-se obrigatório que a campanha funcione durante todo o ano. Por isso atuamos incansavelmente nas escolas dando suporte, porque a escola é o lugar que mais identifica casos de violência contra o público”, pontuou.
Mobilização – Durante todo este mês, uma série de atividades ainda serão realizadas dentro da campanha Maio Laranja. Na próxima quarta-feira (15), por exemplo, haverá uma formação dos aprendizes do Centro de Integração Empresa Escola (CIEE). A atividade vai ocorrer no polo de capacitação do CIEE no Shopping Paralela, na Faculdade Anhanguera, das 9h às 11h. No mesmo dia, das 14h às 16h, haverá uma formação para conviventes do Espaço Cidadania CIEE, em Nazaré.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.