Sexta, 19 de Julho de 2024
24°

Tempo limpo

Salvador, BA

Cultura Bienal do Livro:

Confira a programação da Prefeitura na Bienal do Livro Bahia 2024

Confira a programação completa dos espaços da Prefeitura na Bienal.

24/04/2024 às 19h07
Por: Miquel Souzza Fonte: Assessoria de Comunicação.
Compartilhe:
Reprodução / Imprensa.
Reprodução / Imprensa.
A Prefeitura de Salvador, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo (Secult) e a Fundação Gregório de Mattos (FGM), vai integrar a programação da Bienal do Livro Bahia, que acontece entre a partir desta sexta-feira (26) até o próximo dia 1º de maio, no Centro de Convenções de Salvador (CCS), na Boca do Rio. A participação se dará através de dinâmicas, ações socioculturais e educativas em três espaços dentro da Bienal: o Stand Casa das Histórias, o Espaço Infantil e o Café Literário.
O Stand Casa das Histórias terá apresentações de palestras, lançamentos de projetos e livros e encontro de linguagens literárias. Já o espaço Prefeitura da Cidade do Salvador apresenta histórias de raiz baseadas no livro Boca de Cena. Por fim, o Café Literário trará um papo animado com os profissionais de desenho e artistas que fazem as traduções dos textos e poesias, com seus desenhos, além de conversa com autores selecionados no Selo João Ubaldo – Ano IV.
A gerente de Biblioteca, Livros e Leitura da FGM, Jane Palma, afirma que o evento é fundamental para a cidade, pois o expoente literário da Bahia é grande no universo nacional. "Os grandes nomes da nossa literatura nasceram na Bahia, e a Prefeitura tem uma política pública de fomento da leitura importante, então esse evento fará com que haja um fomento da cadeia econômica e produtiva da literatura, ampliando o hábito da leitura em diversos gêneros. Nossa participação é importante para mostrar, através dos espaços, nossas ações”, declara.
Na ocasião, o público poderá conferir todas as ações e publicações lançadas pela FGM, como o selo João Ubaldo Ribeiro, o projeto Cauê Erê, voltado para crianças, a divulgação da Plataforma Digital Caminhos da Leitura e o Coreto Literário - projeto que, no Verão, percorre praças da cidade de Salvador.
 
Criatividade – Um dos destaques da programação acontece na segunda-feira (29), com uma roda de conversa, às 10h, com o tema “Identidade no corpo – abordagem da literatura negra nas criações de roupas e tecidos”, que discutirá as condições no cenário atual, propostas e ações desenvolvidas. A atração contará com a participação do diretor de criação da Katuka Africanidades, Renato Carneiro, da estilista Goya Lopes e do artista plástico Alberto Pita.
Para Goya, a moda e literatura têm em comum a criação. “Hoje em dia, cada vez mais, enxergamos a moda como comportamento. E a literatura também é uma resposta ao comportamento. A moda e a literatura estão ligadas pela fantasia e por toda aquela imagem, aquela imaginação fértil dos criadores. São vários pontos que ligam as duas. Em particular, estar falando de narrativa, trazendo três criadores, é mostrar a importância que a estamparia e a criação têm. Cada um deles, Pita, Renato e Goya trazem para o Brasil uma nova linguagem afro-brasileira, de narrativa, por meio da estamparia. Um movimento muito especial, bem típico da nossa Bahia”, avalia.
No mesmo dia, às 14h, o destaque do Café Literário é a mesa 'As Imagens das Letras', mediada por Felipe Rêgo, gestor do SalCine. “O convite para participar do Café Literário é uma honra, pois é o reconhecimento de minha trajetória artística como construtor de narrativas visuais, para além dos trabalhos impressos, pois grande parte dos trabalhos que venho ilustrando nos últimos anos foram para o audiovisual. Mas há um outro aspecto fundamental que se soma a minha satisfação pessoal, que é a possibilidade de ter meu trabalho em dialogo com artistas que admiro, abrindo percepções para os mais jovens dos caminhos plurais possíveis a se seguir para quem assume o desenho como ferramenta de comunicação”, declara um dos palestrantes, o ilustrador Igor Souza.
 
Confira a programação completa dos espaços da Prefeitura na Bienal:
 
Stand Casa das Histórias de Salvador: 
Sexta-feira (26)
11h – Apresentação do projeto Literama Infantil, primeiro Circuito de Contação de Histórias Negras da Bahia criado para estimular o interesse pela leitura e fomentar a literatura afro-brasileira infantojuvenil baiana.
Sábado (27)
16h - II Encontro de Bibliotecas Comunitárias – projeto de integração das linguagens dos agentes literários dentro da Bahia.
Domingo (28)
10h - Roda de conversa Letras Pretas, com apresentação dos trabalhos da literatura preta com as autoras Táina Santos de Sena e Carla Brito.
Apresentação das ações e programação de 2024 do Programa de Combate ao Racismo Institucional (PCRI), com a participação da coordenadora do PCRI, Oilda Rejane, e das representantes dos comitês da FGM, Adjane Ribeiro e Viviane Ramos; e da Secretaria Municipal de Gestão (Semge), Rafaela Pondé.
Segunda-feira (29)
10h - Roda de Conversa: Identidade no corpo – abordagem da literatura negra, nas criações de roupas, tecidos. As condições no cenário atual, propostas e ações desenvolvidas, com a participação de Renato Carneiro (Katuka Africanidades), Goya Lopes e Alberto Pita.
Terça-feira (30)
9h às 11h - Produções de Editoras Independentes com professoras da Unifacs, Editora Usina de Textos – Paulinas e Futuca Cuca Editora Escritório de Histórias.
19h - Imagem dos livros – Encontro dos ilustradores da Casa das Editoras Baianas para falar sobre a profissão, com participação de Aline Terranova, ilustradora que cedeu os direitos autorais para uso da imagem do Boca de Brasa, Gregório de Mattos.
Quarta-feira (1º)
10h - Lançamento do Programa Turismo Inclusivo da Diretoria de Turismo (Ditur - Secult) e apresentação do guia turístico em braile.
 
Espaço Infantil:
Sexta-feira (26)
12h30 - Projeto Caminhos da Leitura apresenta Boca de Cena, com apresentação do grupo História de Raiz sobre o rico legado dos poetas baianos Gregório de Mattos e Castro Alves, além de personagens marcantes do teatro infantil local.
Sábado (27)
12h - Contação de história com Denise Bela, com Poesia para Bebês, e lançamento do livro “Na Minha Creche eu sou assim” - escrito por um grupo de mulheres e que visa dar suporte aos profissionais que atuam no processo pedagógico da primeira infância e auxiliar famílias a lidarem com temas importantes nos primeiros seis anos de vida de suas crianças, trabalhando de forma lúdica, estimulando a leitura e a interação através dos poemas e prosas que contribuem para o próprio desenvolvimento.
Domingo (28)
12h30 - Apresentação Musical do Grupo Corrupio baseada na coleção “Eu Vim da Bahia Mirim", que traz, de forma lúdica, uma homenagem a personagens baianos: Carlinhos Brown, Frans Krajcberg, Mãe Menininha do Gantois, Maria Quitéria e Myriam Fraga.
Segunda-feira (29)
16h30 – Mini Recital Maria Felipa, apresentado pelo grupo Bonde da Calu abordando a trajetória da heroína brasileira, a partir das contribuições para a Independência do Brasil e empoderamento feminino contadas através de poemas e canções de forma lúdica, criativa e transformadora.
Terça-feira (30)
13h - Palhaço Tiziu faz apresentação com brincadeiras e histórias animadas, baseada no livro “As Aventuras e Travessuras no 2 de Julho”.
Quarta-feira (1°)
12h - Biblioterapia com dinâmica de história e montagem de mosaico (colagem em papel ofício), alinhada com os temas transversais contemporâneos, com curadoria literária de Francineide Souza e Deborah Miranda.
 
Café Literário: 
*Segunda-feira (29)
14h - Mesa 'As Imagens das Letras', com mediação de Felipe Rêgo e participação de Igor Souza, Hugo Canuto e Eris Beatriz.
*Terça-feira (30)
14h - Roda de Conversa com autores selecionados no Selo João Ubaldo - Ano IV.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.