Sexta, 19 de Julho de 2024
24°

Tempo limpo

Salvador, BA

Carnaval #Viva Salvador:

Projeto da Prefeitura, Cole no Centro levou nove palcos, Pôr do Sol e atrações diversas para o Centro Histórico de Salvador

Nove palcos - Entre os palcos temáticos do movimento Cole no Centro estavam o Multicultural, instalado na Praça Municipal, que mesclou diferentes estilos musicais com nomes como Attooxxa, Márcia Castro, Afrocidade convidando Marina Sena, O Quadro, Isac Gomes, Pedro Pondé, entre outros da cena baiana.

16/02/2024 às 07h29
Por: Miquel Souzza Fonte: Assessoria de Comunicação.
Compartilhe:
Reprodução / Imprensa. - Betto Jr. / Secom PMS
Reprodução / Imprensa. - Betto Jr. / Secom PMS
Neste Carnaval, a Prefeitura de Salvador promoveu, pelo segundo ano seguido, o projeto Cole no Centro, que contemplou a abertura histórica da folia na Praça Castro Alves, com shows de Ivete Sangalo, BaianaSystem, Carlinhos Brown e participação do Ilê Aiyê. A iniciativa ainda levou para a região do Centro Histórico nove palcos alternativos e temáticos, além do evento Pôr do Sol.
 
“Tivemos uma segunda-feira de Carnaval na qual a região do Centro praticamente empatou em número de público com a Barra/Ondina. Isso não aconteceu de forma inusitada, pelo contrário, temos dois anos com a Prefeitura investindo em grandes atrações em trios sem cordas e em programações que sejam robustas para os dois maiores circuitos da cidade, igualando-os”, afirmou Isaac Edington, presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur).
 
Apenas no Circuito Osmar, desde o Campo Grande até a Praça Castro Alves, o folião pipoca pode acompanhar gratuitamente grandes artistas como Ivete Sangalo, Léo Santana, Saulo, Parangolé, Lincoln, Família Macêdo, Mudei de Nome, Xanddy Harmonia, entre outras atrações, que tiveram os seus desfiles financiados pela Prefeitura de Salvador.
 
“Além disso, a gestão municipal levou ainda mais vivacidade e dinamismo para a região com os nove espaços temáticos que foram montados em diferentes bairros do Centro Antigo. Reunimos neles atrações incríveis, para todos os gostos e idades. Foi um sucesso e tanto: durante a folia, os palcos estavam completamente tomados pelo público, de forma simultânea, algo incrível’, completou Edington.
 
Nove palcos - Entre os palcos temáticos do movimento Cole no Centro estavam o Multicultural, instalado na Praça Municipal, que mesclou diferentes estilos musicais com nomes como Attooxxa,  Márcia Castro, Afrocidade convidando Marina Sena, O Quadro, Isac Gomes, Pedro Pondé, entre outros da cena baiana.
 
Já o palco Axé Pelô, montado no Largo Tieta, no Pelourinho, fez um passeio pela história da Axé Music, reunindo nomes como Ana Mametto, Paulinho Boca, Davi Moraes, Magary, Gerônimo, Larissa Luz, Afrodisíaco e outros. O palco Donas do Som, no estacionamento da Praça Castro Alves, teve uma programação exclusivamente feminina, trazendo shows de Melly, Rachel Reis e Majur, por exemplo.
 
Também na Praça Castro Alves, o palco Salvador Capital Afro reuniu artistas da música negra como Baco Exu do Blues, Criolo, Mariene de Castro, Nessa, Márcia Castro, Larissa Luz, Afrocidade, entre outros. Já o Terreiro do Samba, na Praça da Cruz Caída, também no Pelourinho, trouxe uma programação totalmente dedicada ao ritmo que nasceu na Bahia e se tornou marca do Brasil.
 
O Coreto Colorindo Salvador, no Largo 2 de Julho, teve uma programação dedicada ao público LGBTQIAPN+, com apresentações das DJs Milla Brianezi e Preta, Samba Ohana, Cole Comigo, Paulilo Paredão e Dicerqueira, Gabi Moraes, Aila Menezes e muito mais. A Varanda da Folia, na Passarela Nelson Maleiro (Campo Grande), levou música para os intervalos dos desfiles dos trios com atrações como Beto Barbosa, Gerônimo e FitDance.
 
O Centro Histórico ainda contou com o Coreto das Orquestras, no Santo Antônio Além do Carmo, e o Palco Rap, no sábado, na Ladeira da Montanha. Ainda na Castro Alves, o projeto Pôr do Sol levou shows de Pitty, Baby do Brasil e Davi Moraes com Pepeu Gomes.
 
“Foram, ao todo, mais de 200 shows nos palcos alternativos montados pela Prefeitura dentro do Centro Histórico de Salvador. Uma conquista grande da nossa gestão, não só por poder proporcionar esse momento para os baianos e turistas, mas por ver esses locais cheios e vibrantes durante todo o Carnaval. Foi realmente especial. Temos a certeza de ter devolvido o Carnaval do Centro para a cidade. Com o Circuito Osmar lotado todos os dias e com nossos palcos repleto de fãs de tantas boas atrações”, finalizou Isaac Edington.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.