Quarta, 24 de Julho de 2024
26°

Tempo limpo

Salvador, BA

Agricultura Bahia

Governo do Estado busca recursos para novo projeto de resiliência climática no Semiárido

Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR) vai participar de Edital do BNDES, Sertão Vivo, cujo objetivo é promover o acesso à água.

19/07/2023 às 14h40
Por: Miquel Souzza Fonte: Secom Bahia
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O Governo do Estado busca, cada vez mais, recursos estratégicos para o crescimento da agricultura familiar da Bahia. Nesta terça-feira (18), foi lançado o Edital de Seleção Pública de propostas no âmbito da iniciativa Sertão Vivo – Semeando Resiliência Climática em Comunidades Rurais no Nordeste e a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR) está preparada para participar. Promovido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e pelo Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), o Sertão Vivo tem como objetivo apoiar projetos de resiliência climática para a população rural do Semiárido do Nordeste.

O diretor-presidente da CAR, Jeandro Ribeiro, reuniu-se com representantes do Consórcio Nordeste, com o BNDES e o FIDA, em Brasília. Segundo ele, o estado apresentará um projeto que visa promover a inclusão socioprodutiva com foco na sustentabilidade e no pagamento de serviços ambientais para o Semiárido. “A Bahia já tem uma relação de 25 anos com o FIDA, com uma experiência de acordos de empréstimos desde a sua criação. Entendemos que temos muita bagagem pra apresentar um bom projeto e, isso, avoluma-se aos investimentos feitos na agricultura familiar ao longo desses últimos 16 anos. A Bahia vai concorrer nesse edital, através da CAR”.

A iniciativa Sertão Vivo busca apoiar projetos que aumentem a resiliência climática da população rural do Semiárido do Nordeste, incluindo agricultores familiares, assentados da reforma agrária e comunidades tradicionais. O objetivo é que esses projetos promovam o acesso à água, aumentem a produtividade, a segurança alimentar das famílias beneficiadas, restaurem os ecossistemas degradados e reduzam as emissões de gases do efeito estufa.

O edital prevê um financiamento de R$ 150 milhões a R$ 500 milhões, com recursos reembolsáveis e não reembolsáveis, de acordo com o número de famílias beneficiárias. Os projetos devem priorizar os municípios do Semiárido com maior incidência de pobreza rural, vulnerabilidade climática e segurança alimentar, além de considerar a disponibilidade de água e a presença de escolas agrícolas e rurais.

A participação da Bahia nesse edital reforça o compromisso da CAR em promover a resiliência climática e o desenvolvimento rural sustentável da população rural do Semiárido baiano. A expectativa é que o projeto que será apresentado pela Bahia seja bem-sucedido e contribua para a melhoria das condições de vida no campo.

Fonte: Ascom/CAR

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.