Domingo, 21 de Julho de 2024
23°

Parcialmente nublado

Salvador, BA

Minha Bahia Agenda Cultural:

Segunda edição da Feira Literária Internacional de Cabaceiras do Paraguaçu – FLIPAR acontece de 13 a 16 de julho

Com o tema Liberdade sobre as Vozes d'África evento contará com bate papo, rodas infantis, lançamento de livros e mostra estudantil

09/07/2023 às 17h45
Por: Miquel Souzza Fonte: Assessoria de Comunicação.
Compartilhe:
Reprodução / Imprensa.
Reprodução / Imprensa.

O bicentenário da independência da Bahia é o destaque da segunda edição da Feira Literária Internacional de Cabaceiras do Paraguaçu - FLIPAR. O evento acontece no Parque Histórico Castro Alves, nos dias 13 a 16 de julho, no Recôncavo Baiano. Este ano, terá como tema Liberdade sobre as Vozes d'África. 

A programação é composta por apresentações artísticas, encontros, bate-papos, exibições de filmes, intervenções urbanas, lançamento de livros, oficinas literárias, feira de livros, mostra estudantil e outras atividades. Serão quatro dias com nomes da literatura internacional, nacional e baiana. 

No dia 13 de julho acontece a abertura oficial com a mostra estudantil com alunos da rede municial de ensino, que se reperte todos os dias. Os 200 anos da Independencia com o conceito atual é o tema da primeira mesa que acontece as 14h30. No local, o bacharel em história Manoel Passos, especialista em Metodologia do Ensino Superior e mestre em História e Patrimônio pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP), em Portugal. A mediação será do Historiador e Especialista em Gestão Pública Municipal pela Universidade Estadual da Bahia, Mário Lima. 

Às 16h30 acontece o bate papo literário Insurgências culturais e artísticas: a experiência do educa rap e do coletivo pé descalço. Na mesa Roger Ramalho Hanna Vance, conhecido no mundo do HipHop como “ErriVance”. O rapper, locutor do Programa Rap é o Som é coordenador do Projeto de Extensão Educa Rap da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Também no local Breno Silva, que é poeta, escritor, fotógrafo, ativista comunitário. A mediação e de Marcelo Henrique Siqueira Araújo- Professor da UFRB, Área de Ciências Ambientais. 

A sexta-feira, dia 14, as 10h30 acontece no papo literário A Mocidade Eterna com a Museóloga e coordenação do Parque Histórico Castro Alves - PHCA, Diogenisa Oliveira com Cristiane Marques que é Museóloga e servidora do Parque Histórico Castro Alves, Cabaceiras do Paraguaçu. 

Às 14h30 o tema Surgências e Insurgências dos Eventos Literários na Bahia será debatido por Sandro Magalhães, Secretário de Educação de Serrinha e Superintendente de Cultura da Bahia, coordenador do Festival Lítero-Cultural de Serrinha e o Doutor em Educação e Contemporaneidade, Curador da FLICAN, Luiz Paulo Neiva. A mediação é do curador Paulo Gabriel Nacif. O lançamento do  livro Eu e Estes   de Joscivaldo Bispo fecha o dia.

No sábado, dia 15, Roda Infantil: Literatura E Resistência: Além De Castro Alves Outras Autorias Literárias no Recôncavo Baiano. A Professora e educadora, graduada em História e Pedagogia, Tamires Costa, ocupa a mesa com a historiadora Clara Amorim. 

A mesa A Tropicália Pós-Moderna acontece às 14h30 comLiv Sovik graduada em Letras pela Yale University, com mestrado na University of Texas at Austin e doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo. Fez pesquisas pós-doutorais junto a Goldsmiths, University of London (2007-2008 e 2020-2021) e Columbia University (2017- 2018). Participa também o Cineasta Pola Ribeiro e mediação do coordenador geral da Flipar Jomar Lima. 

O Bate Papo Literário: Língua, Poder, Diversidade e Liberdade será com o Pós-Doutor em Estudos Literários pela Obafemi Awolowo University (Ile-Ife, Nigéria), José Henrique de Freitas Santos. Doutor em Teorias e Crítica da Literatura e da Cultura. Na mesa também estará Jocivaldo Bispo da Conceição que é Mestre em Estado, Governo e Políticas Públicas com concentração na área de Gestão estratégica de Políticas Públicas pela Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais -FLACSO (2018).

O evento fecha no domingo, dia 16 com a mesa As Instituições e Seu Papel na Política de Formar Cidadãos Livres. No local, a Diretora Executiva da Fundação Hansen Bahia Coordenadora Executiva da Flica Vanessa Dantas e a diretora geral do Instituto do Patrimônio Artístico e cultural da Bahia, Luciana Mandelli. A mediação é de Georgina Gonçalves, Doutora em Ciências da Educação pela Universidade de Paris. A mediação é da  Socióloga, Doutora em Educação e Professora da UFRB, Dyane Brito.

O ex-reitor da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e atual presidente estadual do conselho de Educação, Paulo Gabriel Soledade Nacif, será pelo segundo ano o curador. “O evento também contará com uma programação artística e cultural noturna”, reforça o produtor executivo e criador da FLIPAR, André Reis. 

O evento teve lançamento em março deste ano no Museu Parque Histórico Castro Alves, que fica no próprio município. A feira também comemora os 176 anos de nascimento do poeta Castro Alves. Cabaceiras é conhecida por ser a terra onde nasceu Castro Alves. 

O Festival tem a realização da Cali – Cachoeira Literária, a mesma realizadora da FLICA (Festa Literária de Cachoeira), e da Prefeitura Municipal de Cabaceiras do Paraguaçu e conta com o apoio do Governo do Estado da Bahia. 

A Flipar é uma realização da Prefeitura de Cabaceiras junto a  Cali Cachoeira com apoio do IPAC, Parque Historico Castro Alves, da Fundação Hansen Bahia, do Instituto Preservar e do Unilivre. A Coordenação Geral é de  André Reis, Jomar Conceição e de Vanessa Dantas. A Flipar tem o patrocínio do Governo do Estado da Bahia.

Período: 13 a 16 de julho de 2023
Local: Parque Histórico Castro Alves (Cabaceiras do Paraguaçu)

Aberto ao Público

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.